Com safra de arroz quase no fim, RS colhe ótimos resultados

 Com safra de arroz quase no fim, RS colhe ótimos resultados

Boa produtividade é uma das ótimas notícias da campanha ( 2020/21)

(Emater/RS) A safra de arroz 2020/21 está praticamente finalizada no Rio Grande do Sul e apresenta ótimos resultados.

Na regional da Emater/RS-Ascar de Bagé, avançou lentamente a colheita à espera da maturação das lavouras semeadas no final do período recomendado ou daquelas em que houve dificuldades na irrigação. O índice de lavouras colhidas é de 95%; alguns municípios com área menor encerraram a operação, casos de Candiota, Itacurubi e Lavras do Sul.

As produtividades obtidas são consideradas muito boas, com lavouras superando nove mil quilos por hectare em Alegrete. O rendimento de grãos inteiros é bom, havendo variação conforme a época de plantio, cultivar utilizada e o nível de investimento adotado, especialmente a quantidade de fertilizantes. A maior parte das lavouras colhidas é utilizada em sistema de integração para engorda de bovinos. As precipitações abaixo do normal durante abril favoreceram a drenagem das lavouras, permitindo incorporar os restos culturais antes do início do inverno e antecipar a manutenção e confecção de taipas, facilitando o plantio no início da época recomendada na próxima safra.

Na de Soledade, o clima seco das últimas semanas favorece a colheita do arroz que atinge 93% da área. As produtividades obtidas da maior parte das lavouras colhidas estão acima da média, e o grão apresenta ótima qualidade.

Na de Santa Maria, onde foram implantados 128 mil hectares, segue a colheita. Lavouras colhidas apresentam médias de produtividades superiores a 7.700 quilos por hectare. Em Cachoeira do Sul, a colheita avançou para 90% da área, e a média de produtividade está acima de oito mil quilos por hectare. Na de Pelotas, a colheita se encaminha para o encerramento, beneficiada pelo clima seco. Estão colhidos 93% das áreas implantadas. Em vários municípios, a atividade já foi encerrada. A produtividade surpreende: atinge entre 8.800 e 9.200 quilos por hectare, mais do que a esperada inicialmente. Destaque para as produtividades obtidas em Chuí, com 10.050; em Arroio Grande, 9.500 e Capão do Leão, 9.327 quilos por hectare.
Na de Porto Alegre, colheita em finalização.

Estima-se que tenham sido colhidos 90% da área. A colheita tem apresentado bons resultados, com médias de 7.800 quilos por hectare, superiores aos 7.500 projetados inicialmente. A produtividade de lavouras orgânicas é de 3,5 toneladas por hectare.

Mercado (saca de 50 quilos)

De acordo com o levantamento semanal de preços realizado pela Emater/RS-Ascar no Estado, o preço médio do arroz aumentou 0,36% em relação ao da semana passada, atingindo o valor de R$ 87,04/sc.

 

Postagens relacionadas

Deixe um comentário

Receba nossa newsletter