Edições: Edição 79- Setembro de 2021

“O setor arrozeiro não pode ser passivo”

Aos 61 anos, o médico veterinário e advogado João Batista Camargo Gomes, agropecuarista em Capivari do Sul, enfrenta o desafio de reestruturar o Departamento Comercial do Instituto Rio Grandense do Arroz (Irga) e ajudar a administrar a instituição em uma de suas maiores crises. Indicado pela indústria e agricultores, tem grandes propósitos, pouco tempo e […]Leia mais

Equilíbrio mundial

Produção crescente e sustentada mantém o mundo abastecido De acordo com as últimas estimativas da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO), a produção mundial de arroz aumentou 2,3% para 774,5 milhões de toneladas métricas, ou (514,3 Mt base beneficiado) em 2020. Em 2021, as novas projeções indicam um aumento de 1% para […]Leia mais

Bons ventos, pouca chuva

Falta de água limita ampliação da área arrozeira no Mercosul Surfando numa onda de bons preços desde o início da pandemia, três dos quatro países que compõem o Mercosul comemoraram uma ótima safra de arroz em 2020/21. A exceção é o Paraguai, cujo limitante foi a disponibilidade de água na bacia do rio Tebicuarí, que […]Leia mais

Passou dos limites

Conab indica safra 2020/21 em 11,74 milhões de t, volume acima da demanda O clima excelente e o alto nível profissional dos arrozeiros do Brasil garantiram mais uma safra autossuficiente para o país. A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) estimou, em seu 11º levantamento da safra 2020/21, que o país chegará em 11,741 milhões de […]Leia mais

Ponto dentro da curva

Expectativa é de área e produção menores no RS na próxima safra A confirmarem-se as expectativas, a lavoura de arroz do Rio Grande do Sul terá superfície plantada similar ou inferior à temporada passada (945 mil hectares) para a safra 2021/22. A estimativa é de que sem o clima excepcional da safra passada, os rendimentos […]Leia mais

Safra 2021/2022 no RS será com La Niña ou Neutralidade?

O atual momento é de Neutralidade climática no Oceano Pacífico Equatorial. O retângulo, na Figura 1, mostra a região do Niño3.4 com temperaturas completamente dentro da normal. Lembrando que a mudança na temperatura dessa região, afeta as condições meteorológicas de diversos locais do planeta. Com o padrão de Neutralidade, espera-se que o padrão de precipitação […]Leia mais

Ritmo constante

Santa Catarina manteve patamar de produção mesmo reduzindo a área Segundo maior produtor do Brasil, com cerca de 11% do volume colhido anualmente, Santa Catarina registrou uma redução de área de 0,79% no cultivo de arroz na safra 2020/21. Apesar disso, a produção manteve-se quase idêntica à alcançada na safra passada: 1,25 milhão de toneladas. […]Leia mais

Na crista da onda

Cotações seguem altas apesar dos revezes ao longo da cadeia A demanda gerada pelo consumo e a antecipação de compras de arroz desde março de 2020, provocadas pela pandemia, deram suporte à elevação mais expressiva de preços do arroz na última década. O Brasil e o Mercosul, que colhiam uma ótima safra, surfaram na crista […]Leia mais

Cotações pressionadas do campo ao varejo

Em julho, as cotações do arroz em casca no Rio Grande do Sul tiveram novas quedas, completando o décimo mês de variações negativas consecutivas em termos reais (deflacionamento pelo IGP-DI, base jun/21). A pressão vem da maior disponibilidade de produto, em um ambiente de menor interesse comprador nos níveis atacadistas e varejistas. As cotações médias […]Leia mais

Fora de rota

Brasil perde espaço no mercado global apesar do câmbio Se a tempestade perfeita fez o Brasil alcançar volumes recordes mensais de exportação em 2020, em 2021 chegou a ressaca e o arroz tornou-se pouco competitivo no mercado externo. A conjuntura desfavorável favoreceu o Mercosul e os Estados Unidos e gerou a perda de clientes em […]Leia mais

Receba nossa newsletter