Em busca da liquidez

 Em busca da liquidez

 Área de soja mantém crescimento nas terras baixas

Com muitas vantagens agronômicas e econômicas, a soja deverá manter seu crescimento de área nas terras baixas gaúchas nesta temporada, apesar do risco envolvendo fatores climáticos. O Instituto Rio Grandense do Arroz (Irga) projeta um crescimento de 3,6% sobre a temporada anterior, uma intenção de plantio de 353.731 hectares. Serão 12.166 hectares semeados a mais. A superfície plantada poderia ser maior caso as chuvas ajudassem na arrancada do plantio.

A soja ingressou no sistema de produção do arroz graças à evolução tecnológica do manejo e das cultivares, e os fortes investimentos em estrutura de lavoura, em especial drenagem e irrigação. A alta histórica dos preços do arroz e da soja também ajudam, pois o agricultor aposta na rotação para limpar a terra de inços – com a rotação de defensivos – e para obter maiores produtividades.

“Os produtores entenderam o processo e este é um caminho muito promissor, que tem dado resultados, com o uso dos recursos mais adequados”, explica Ivo Mello, diretor técnico do Irga. Depois de tantos problemas com estiagem e enchentes, constata-se que as áreas para a temporada 2020/21 receberam mais investimentos em estrutura de irrigação – parte das propriedades reserva água para ao menos banhar a soja em fases de risco – e macro e microdrenagem.

“Os produtores têm adotado as indicações da pesquisa, acompanhado o histórico das áreas e a interferência do clima e procurado aperfeiçoar não apenas o manejo, mas o ambiente de produção, de forma a obter melhores resultados. A observação de um sistema produtivo eu se comunica através de técnicas, da conservação e melhoria do solo, dos recursos, e não mais a lavoura de arroz e a de soja individualizadas, é que faz a diferença”, explica Luiz Fernando Siqueira, agrônomo do Irga em São Pedro do Sul.

Zona Sul terá 99,06 mil hectares, e será a maior área, seguida da Campanha, com 86,5 mil hectares. A Planície Costeira Interna, 63.981 ha; região Central, 37.797; Fronteira Oeste, 34.565 ha; e Planície Costeira Externa, 31.844 há, segundo levantamento do Irga.

 

FECHAMENTO

A cultura da soja, em rotação com arroz irrigado, segundo relatório final de safra do Irga teve área expressiva na safra 2019/20, pois o total semeado no Estado foi de 341.188 hectares, ou seja, comparando com a área de arroz o percentual ficou em 36,4 %. Isto representa pouco mais de um terço da superfície em sistema de rotação. Além disso, houve aumento de 5,8 %, em relação à safra anterior (2018/19). A maior lavoura foi a da Campanha, com 90 mil hectares, e a melhor média a da Planície Externa, com 2.664 quilos por hectare (44,4 sacas). Mas, a metade sul gaúcha teve fraco desempenho, com média de 1.905 quilos/ha, ou 31,8 sacas. Ainda assim, por causa da estiagem a média de produtividade gaúcha foi de 1.793 quilos/há, ou 29,9 sacas.

 

Postagens relacionadas

Deixe um comentário

Receba nossa newsletter